12 de jul de 2015

o mundo não é um miojo, preciso aprender.

amanha é segunda. eu gosto de segundas. gosto pouco de sextas. 
e não acho que "se já é quinta deixe para semana que vem".. eu me incomodo quando me dizem isso. eu prefiro dias bem úteis. dias que podemos sim produzir seja lá o que for. 

por incrível que parece eu entendi que dependemos de outras pessoas para quase tudo. e que nem todos tem a mesma noção de tempo que eu tenho. uma pessoa me respondeu em um e-mail dia desses: nós trabalhamos com prazos mais flexíveis (longos, eu entendi). 

o mundo não tem tanta pressa. eu me sinto uma formiga tentando acompanhar caramujos. meu cérebro sempre foi muito acelerado. eu costumava chamar isso de eficiência. hoje chamo de "diferença temporal em relação ao universo". 

amanhã é segunda. eu já estou preocupada e organizada para enfrentar a próxima quinta. 

o mundo não é um miojo, preciso aprender.
10 de dez de 2014

O panico

em 42 anos me descobri uma mulher com medos.
e depois do ano complicado que tivemos esse medo tomou forma, nome e foco..
"vc tem panico" me disseram.. e começou a terapia..
enquanto remedios nao faziam efeito eu não fui a shoppings, andava com calmantes na bolsa no caso de precisar falar com alguém.. reuniões profissionais sempre buscava visualizar a rua.. jantar com as minhas gurias somente se a porta de saída estiver realmente bem liberada..
eu fiquei enclausurada em mim.. sem dormir por dias ou dormindo 1 ou 2 horas por meses.
eu tinha panico, diziam. eu acreditei.
tudo parecia muito complicado. dirigir ficou complicado. a falta de ar e o coração saltando pela boca por ficar presa na direção era morte certa.
um dia a "quase morte certa chegou" e tive de ser reanimada no shopping. por insistência minha mesma.. entrei la.. almocei.. e quando menos percebi.. morri e voltei..
ninguém pode sair ileso de um ano como esse nosso.. ninguém..

estou melhorando.. acreditem.. estou bem melhor..
27 de nov de 2014

eu vejo a vida com um baita otimismo..

eu vejo a vida com um baita otimismo. 
nunca mais me encontrarão reclamando disso ou daquilo. 
eu sempre (a partir de 1/jan/2014) penso que tudo sempre se organiza .. acredito que energias se reproduzem (de forma rápida) e a escolha é minha que tipo de energia quero proliferar e receber. 

sei que pareço a "louca" do otimismo.. 

algumas pessoas insistem em me contar historias que julgam o fundo do poço e eu apenas digo "tudo sempre passa".. 
desisti de ser apegada aquilo que não vai me fazer bem ou que eu não farei bem
filtrei pessoas, coisas, lugares, palavras, frases, pensamentos, comidas, bebidas, sentimentos.. tudo.. absolutamente TUDO agora passa pelo "Padrão Lizzandra de Importância". 

o que eu sou, tenho, sinto, desejo e almejo é fruto disso. 

enquanto eu trabalho (e muito) eu planejo também manter minha paz.. e rezo muito por ela.


14 de nov de 2014

ACESSARH

muito .. mas muito tempo que não apareco aqui..

tenho novidades..

minha nova filha.. meu novo projeto cheio de dedicação, amor e profissionalismo..

me visitem la e divulguem.. quem sabe as oportunidades possam auxiliar vocês ou quem vocês amam?

www.acessarh.com.br 

um bj

Lizza 
27 de mai de 2013

Medo de Morrer

Cheguei onde nunca imaginei chegar... 
Medo de morrer!
Medo de morrer de uma ou várias doenças! 
Medo de morrer logo ali na curva de um dos meus trabalhos!
Medo de morrer pelas mãos insanas de qualquer um que se ache no direito de me matar!
Ando neurótica com isso!
Um misto de "vai acontecer" com "deixa de pensar besteira"!
De toda forma essa sensação tem formato de medo! 
Queria acordar e ter passado... 
Mas sigo assim há exatos 85 dias! 
Lembro bem o momento do medo me  dominando...
Ninguém supera assim uma invasão naquele que é seu porto seguro! 
Eu não vi nada.. nem fiquei sob a mira do revólver.. nem ouvi absurdos da boca de um marginal.. 
Apenas abri minha casa e minha vida nunca mais foi a mesma depois daquele acontecimento..
Tudo virou um grande amontoado de entulhos mentais e emocionais..
Sei que é egoísmo da minha parte me sentir acuada.. já que não fui eu a pessoa que enfrentou cara a cara o terror de ver tudo sendo invadido..
Mas naquele dia .. aqueles bandidos.. levaram mais do que coisas materiais .. 
Eles levaram minha paz!
E eu que agradeci tanto por ficarmos com nossas vidas "intactas" hoje sofro pela ausência total da minha paz...
No lugar de tudo que levaram deixaram-me esse medo de morrer...

Não bastasse isso meu cérebro agora deu pra lembrar que meu pai morreu de câncer... que minha mãe teve câncer.. que eu já transei quase uma vida inteira sem camisinha com quem não me amava tanto assim.. que não faço exercícios.. e que tenho pressão alta desde sempre...

Todo dia eu acordo querendo não ser assim tão frágil e peço a Deus perdão pela descrença em muitas horas..

Quero só minha paz de volta... 
16 de abr de 2013

A Idade...



Tá complicado pra mim essa passagem do "você é linda" para o "você esta bem hein?".

Primeiro pq as pessoas me olham e desacreditam que 1. Tenha 41! Tenha uma filha de 22!  3. Seja vó e 4. Que eu seja isso ae que todo mundo já sabe.

Acho engraçado perceber o olhar de espanto das pessoas.

E olho minhas fotos para ter certeza que minha imagem não é realmente distorcida do que sou.

Não tenho como mudar. Nada.

Me chamo Lizzandra, tenho 41 anos, mãe da Gabi (22) que tem a Antônia (4).

Nunca me achei uma mulher bonita. Atraente. Exceto depois dos 30 anos.

Um dia acordei e POF! Estava lá uma mulher com uma bela boca.. um belo par de seios e um corpo  no lugar. Me encontrei.

Levei foi um susto essa é a verdade.

A verdade é que não sabia realmente quem eu era e se eu podia ir além do que o mundo estava me apresentando.

Hoje sou capaz de quase tudo "com garbo e elegância" diga-se de passagem.

Além de mais bonita ganhei uma segurança INCONTESTÁVEL.

Nada me abala nem me comove mais.

Dia desses fui na Estética.. unhas ... cabelos.. etc.. e uma mulher de uns 30 anos ao meu lado disse com ar de marotice "farei minha 2ª Lipo... e vou aumentar em 150ml os  peitos"...

Eu ri por dentro pq a moça realmente parecia mais velha que eu no sentido humano da palavra... 

Sou grata pela minha vida e de ter compreendido que o tempo cura muito mais do que embaranga! 






















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com