27 de out de 2010

Mumuzinho & Tesão



Não tolero "romancismos", mimimis, apelidinhos e qualquer outra merda que remeta a um estado letárgico do cérebro no momento idiota da paixão.




Presenciei uma cena no mínimo "nojenta" hoje.



Um casal... Ela com seus 26/28 anos, ele no auge dos seus 30 anos!

Estávamos no banco.

Lugar em que normalmente as pessoas estão tensas e inconformadas.

Pois bem... Menos este "casalzinho".

No primeiro minuto ouvi um som de gente que mastiga chicletes com a boca aberta vindo logo atrás de mim...

Pensei: Pq esta criatura não fecha a boca para mascar esta "borracha cancerígena"!

Quase que automaticamente me virei, mais para ver o rosto deste "cidadão"...

Qual minha surpresa?

Não era um babaca infame e seu chiclete melequento...

Era o tal "casalzinho" LITERALMENTE copulando línguas!!!

Era mais que um beijo apaixonado... Era um exame ginecológico bucal!

Olhei a minha volta...

Uma senhora (+/- 70 anos), uma moça alta de óculos escuros (lendo folheto de farmácia - pág. de Promoções), dois rapazes mal vestidos com cuecas encardidas aparecendo, dois seguranças e uma moça com uma menininha de uns cinco anos que NAO TIRAVA os olhos da tal cena.

Bom... Imaginem que este beijo foi apenas o inicio!

Logo na seqüência o casalzinho "se abraçou"... Ele com a mão por dentro da jaquetinha surrada dela e ela com a mão no bolso de sua calça (vale ressaltar que era o bolso da frente!).

Começaram ali então um ato sexual entre olhares...

Logo ele colocou a "língua" no seu ouvido [neste ponto virei para frente devido ao GEMIDO que me constrangeu!].

Seguiram-se os gemidos e os sussurros ...

Senha 5 era a minha...

Estávamos na 2!

Mas o que mais me irritou foi quando ambos começaram a falar...

- Mumuzinho somos senha 8...

- Ah! "Tesão" assim vamos nos atrasar...

- Mumuzinho não quero ir se tu "não for" cmgo!

-"Tesão" eu disse que ia, não disse? Então... Eu vou... Só não fico na sala na hora do exame [humpf!]

- hahahahahahahahah Mumuzinho já te expliquei... É "quase igual AQUELA posição.... hahahahahah

Neste ponto troquei a senha com a moça mãe da menininha que era numero 11 e saí para tomar um café!



Juro que tinha vontade de MATAR!
23 de out de 2010

Eu não tenho nada a perder!


Eu não tenho nada a perder!
Não adianta me mostrar caminhos já trilhados.
Nem dissertar sobre as conquistas sentimentais, materiais .... Enfim "pessoais".
Eu não tenho nada a perder!

Não tenho pressa. Não tenho mais planos.
Quero ir "lá"... Onde a vida recomeça!
Quero chegar, me apresentar e dizer: "Essa sou eu a partir de agora...”
Nem vou olhar para trás, nem deixar bilhetinhos explicativos!
Nada.
Não tenho medo. Só coragem. Recomeçar!
Afinal, eu não tenho nada a perder!

Não me importa, absolutamente "não me importa", que me condenem, pensem ou julguem!
Amanhã pode ser tarde demais e o recomeço não espera amanhecer para acontecer!
Não vou levar nada! Nada mesmo! Nem as sensações, nem os segredos!
Vou é descansar “de mim mesma”!
Não quero recepção...quando chegar "lá"... No "recomeço".
Aliás quero ser mais uma  somente entre os tantos "recomeçantes"!
Não quero grandes reconhecimentos, nem aplausos pelas façanhas, nem críticas...
A "conta está zerada"...
Vou erguer as mangas e iniciar os trabalhos!
Eu não tenho nada a perder!

Nem amores, nem pudores, nem amigos, nem inimigos...
E "lá"... No recomeço... Pensarei se tudo isso se renova!
Não quero que ajudem a fazer minha bagagem...
Não levarei nada comigo!
Bagagem não é compatível com "recomeço"!
Nem "retratos" físicos ou mentais!
Nem "cheiros" ou memória olfativa...
Nada!
Não se trata de fuga nem de desespero... Encaro como uma oportunidade!
Eu não tenho nada a perder!


Vou para o "recomeço" e ninguém pode me impedir...
8 de out de 2010

minha filhinha....

Como é difícil falar e escrever sobre a gente.
Sobre nossos defeitos, virtudes, sonhos, medos...
Como é dificil assumir os deslizes
Quem me conhece sabe o quanto sou confusa e temperamental.
Sabe que tenho pavio curto mas que não poupo esforços em ajudar e fazer pelos "meus".
Talvez seja por isso que é tão dificil escrever sobre a Gabriela.
Quem é a Gabi?
Começou como um grande susto.
Depois passou a ser uma grande responsabilidade.
Hoje é [com certeza!] uma "parceria"!
Gabriela não é o nome de nenhum fantasma dos muitos que me acompanham. . .
Aliás ela é bem humana.
Cheia de vida.
Capaz de coisas que só mortais são capazes.
e...
Saiu de minhas entranhas.
Falo de minha filha.
Uma guriazinha geniosa, atrapalhada...
Uma adolescente complexa, corajosa...
Uma mulher que é o conjunto destas fases "geniosa, atrapalhada...complexa, corajosa..."
Mas sobre tudo linda e ingenua. Como toda boa canceriana.
Quando lá no inicio disse que era quase impossível falar/escrever sobre nós mesmos... era isso que tentava explicar.
Somos quase o espelho uma da outra... e nos tornamos ainda mais depois que Antônia nasceu.


A mãe escreveu isto há bastante tempo... desculpa não ter publicado antes...

eu te amo!

sempre!!!
4 de out de 2010

Sem resposta...

Todo improviso se supera...

Toda hipocrisia se justifica...

Toda arrogância se conquista...

Toda humildade é necessária...

Toda felicidade não existe...

Todo sorriso se imagina...

Toda lágrima é triste...

Toda tristeza, burrice!

Toda incerteza é difícil...

Toda dificuldade amedronta.

Todo medo é real...

Todo mistério me intriga...

Toda mentira me prende.

Todo poder fragiliza.

Toda fragilidade instiga.

Todo pecado, perdoa-me.

Todo perdão, me ofereça.

Toda razão, emoção.

Toda emoção... Não se explica.

Todo discurso, cansa.

Todo cansaço atrapalha.

Toda alma, flana!

E toda minha vida?

Sem resposta...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com