5 de nov de 2012

Resposta


Resolvi postar uma resposta aos tantos comentários angustiados que este Post tem (Estou Angustiada!)

Gente.. se tem coisa que mais aprendi nesta vida é que NADA é definitivo.

Estamos aqui para ERRAR acertar ERRAR acertar ERRAR acertar e assim até o fim!

Já errei tanto nessa vida.. já fui má.. já fui Madre Teresa.. já fui vaca.. já fui burra.. e certamente serei outras tantas coisas que a vida me permitir.

É isso: PERMITAM-SE. Urgente! Prá ONTEM!

Saiam a passear pela cidade SOZINHAS.. olhem para os  lados.

Troquem o estilo.

Mudem o cardápio do almoço.. ou melhor HOJE NÃO TEM ALMOÇO.. querem comer? Façam!

Tirem suas coisas do armário.. há coisas legais lá e vcs com certeza não tem a mínima noção de onde e quando usar.

POIS USEM. Seja para ir até a padaria.. até o Supermercado.. Levar as crias na escola.. Olhem-se no espelho!!

PQP não é possível que não haja beleza ae!!!

Mostre-se mais para o mundo.

Busquem informação. Leiam mais. Riam mais.

Chorem (escondidas!).

Grite em  silêncio e em bom tom se estiver sozinha num parque.

Pelo amor de Deus não permitam que NADA nem NINGUÉM desmorone com o que vcs tem de melhor.

Acordem para VENCER e não reclamar.

Se a vida tá uma bela bosta DÊ GARGALHADA e mude já sua postura em relação aos problemas.

Não sofra de forma antecipada.

Nem protelo decisões.

Enfie o pé nessa estrada de lamas.. mas usem salto e maquiagem sempre!

Desculpa o desabafo..

Vamos nos REERGUER. Sempre.

Um bj.
16 de set de 2012

Eu fui Ali e Não pretendo voltar.



Eu fui ali e não pretendo voltar.

Quando entrei no twitter minhas relações eram estritamente virtuais.

Nenhum olhar brilhante. Nenhum abraço caloroso.

Nenhuma voz sussurrando ou gritando.

Nada de gargalhadas e farras até cair.

Nada.

Nenhum elogio além da tela. Nem uma crítica REALmente levada a sério.

Quando iniciei minhas postagens em 140 caracteres a intenção era uma só: ESVAZIAR.

Esvaziar-me daquele grito de felicidade. Ou de raiva.

Esvaziar-me de tristezas ou alegrias que não cabiam mais em mim.

Nunca fui de "amigos" (até já escrevi aqui que desacredito de amizades).

Pois bem.. voltemos ao Twitter.

O que era para ser um escape passou ao status de "oráculo" do cotidiano.

Lá eu busquei respostas que na verdade jamais serão reveladas (exceto se eu deixar as perguntas de lado!).

Quando menos percebi as pessoas que antes não passavam de apelidos engraçadinhos com uma @ na frente começaram  pouco a pouco entrar naquele mundo que antes era só meu.

No começo "com a casa cheia" achei diferente e até apreciei.

Também "entrei na casa" deles.

Os homens neste universo são mais homens. Mais atenciosos. Mais sensíveis (alguns discutem até novela!). Facilmente você se encanta e comete o maior erro de todos... compara o "seu" homem real aquele todo querido ali.. da tela do Iphone. Tsic Tsic Tsic...

E as "amigas"? Deus do Céu.. que queridas as amigas que "moram" ali naquele cantinho... e que opiniões certeiras elas tem!! Parece que adivinham minha tristeza. Minha alegria. Vem cheias de receitas e poções mágicas capazes de me fazer melhor... E conquistei algumas de verdade.. Que delicinha...

Basta clicar e POF.. lá esta minha dose diária de PROZAC em 140 letrinhas.

Não demorei muito a me tornar esse miraculoso remedinho para alguns... e quando vi lá estava eu não dormindo e até chorando por conta da tragédia que a arrobinha estava "vivendo".

Eu disse "vivendo"?

Em  140 letrinhas viver é muito mais estranho.

Foi então que após alguns acontecimentos "ditos comuns" nesse mundinho que resolvi dar uma passeada "aqui  fora..."!

Revisitei meu armário. Criei looks que não compartilharei.

Fiz um bolo para Toninha sem pedir a receita para os perfeitos gourmet do Twitter.




E gente... fiz até "coraçãozinho de mão" no trânsito.. e me senti bem normal..



E ontem a tarde sozinhos em casa ... depois de muito tempo eu e o marido simplesmente deitamos.. rimos.. conversamos.. namoramos..

Acreditem: tempos isso não acontecia.

Como será "marido" nossos próximos vinte anos juntos?

Quem seremos?






Aliás fiz coisas tão bobas e com tanta vontade de faze-las...



É que coisas "bobas" não são "retuitáveis".  E assim, livre, elas me pareceram realmente deliciosamente bobas.

Eu nestes cinco dias entendi um pouco mais aquelas pessoas que por uma razão ou outra necessitam se desvincilhar de algo que lhes é rotineiro.

O Twitter passou a ser rotineiro.

Devo seguir assim. Meio livre. Meio em crise.

Inteirinha só para mim.


26 de ago de 2012

MALDITA PERFEIÇÃO

eu cuido muito para "não errar a mão" em muitas coisas. 
nem sempre consigo. 
não é algo que eu faça de forma consciente.
acho que a perfeição não é exatamente o que eu sempre busquei. 
é. acho que é isso. 
ultimamente elogios tem sido tão superficiais quanto o bom dia do manobrista. 
alguns sorrisos ficam soltos no ar. 
e minha corrida ao encontro da luz brilhante da perfeição... PUF!
virou breu. 

aos 40 anos tudo que for "certinho demais" parece falso. 
e sim. 
também estou falando do botox. 
do corpo magro
... do cabelo bem pintado
... dos dentes clareados.
mas também falo da necessidade desumana de ter o casamento do século.
os filhos mais educados. 
os amigos mais fiéis. 

MALDITA PERFEIÇÃO. 

ninguém consegue rodar todos os "pratinhos chineses" na mesma velocidade. 
e para todo sempre. 
um deles cairá. 
ou todos. 
eu tenho rezado mais. 
ao volante.
sentada lá na estética fazendo as unhas.
na reunião chata com o cliente.
nas entrevistas que eu faço com pessoas diferentes que buscam uma nova vida. 

minha reza sempre começa (é sério isso!) com: "Deus me deixa seguir daqui... eu consigo sozinha!"
meu desejo na verdade (além de querer me mostrar uma fortaleza!) é dar uma folga para Deus. 
quanta pretensão a minha. 
que perfeição eu sou que não preciso de Deus?

ora que heresia Lizzandra!!!

no fundo eu queria era provar um pouco de mim mesma. 
vem dizer que você não se agarra a Deus para justificar quase tudo na sua vida?
sorte? azar? amor? desamor? 
então.. eu só queria poder andar pelas minhas próprias pernas ... 

Livra-lo do fardo de ter que ETERNAMENTE me conduzir a perfeição.

deixar de lado aquela velha história "Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra"

e eu querendo só privacidade. personalidade. individualidade. 

querendo só sossego para "errar a mão!".

  

12 de jun de 2012

Pai

Pintura digital - Pai e filho - Derek Lea


Oi Pai.
Não se surpreenda que resolvi lhe escrever com 20 anos de atraso.
O que vale é a intenção.
Não tenho sido uma boa menina.
Nem uma boa mulher.
Nem uma boa filha.
Nem uma boa mãe.
Nem uma boa vó.
Nem uma boa pessoa.. enfim!
Tenho me esforçado.. é verdade!
O fato é que não tenho tido muito sucesso nessa luta sem fim chamada vida!
Sabe..
Lembro da tua gargalhada e penso como a vida era simples pra ti!
Simples "demais" eu achava.. lá com meus 5, 6, 10, 15, 20 anos...
Amanhã é teu aniversário.
Dia de Santo Antônio.
E eu sem inspiração nenhuma te escrevo.

Te amo né pai? Fazê o quê!

Quem precisa de inspiração quando tem saudades?

Um beijo. 

Te cuida. Me cuida. 
Onde estiver. 

Oi?

Perguntei pra mim mesma há pouco: ATÉ ONDE TU QUER IR?
Adivinha a resposta? 
- Não sei!
Poxa vida Lizzandra.. você também.. não se decide nunca!


3 de mai de 2012

A Boba

Anita Malfatti - A Boba, 1915/16


Eu sou a Rainha das Expectativas.

É o bolo que eu faço e idealizo o melhor do mundo e sai uma bosta.

É a roupa "supostamente linda" que eu compro (sem provar) e fica um coo.

É o amigo da vida toda que conheci ontem (e olha que eu não acredito em amizade) que eu apoio e ouço e me dá um chute no meio da testa.

É o amor que distribuo toda sorridente e felizzona por ae e retorna em formato de tristeza.

Enfim... é um calhamaço de expectativa sem fim que eu acumulo com a intenção única de permanecer na esperança. 

Esperança é a última que morre. 

De certo mesmo é que antes eu morrerei de tanto acreditar nela, a ESPERANÇA. 

Enfim.. uma merda essa vida de crenças e desilusões. 
5 de abr de 2012

ESCREVI QDO ACHEI QUE IA ME SEPARAR.

Eu deixei ele ir.
Nem fiz questão de muitas explicações.
Tem coisas na vida que é melhor deixar assim... no vácuo.
Foi-se. Acabou.
Não sei exatamente como ocupar esse vazio. 
Aliás nem sei se é vazio isso que eu sinto. 
Sempre fui muito desapegada. 
Pratico o tal "desapego" desde que nasci. 
Exceto com sapatos... 
Não há espaço sobrando no meu guarda roupas. 
Nem há vaga extra na minha garagem. 
Nunca compartilhamos essas coisas. 
Nunca mesmo.
Nunca houve essa coisa de "escovas de dente" lado a lado. 
Havia um pacto. 
Juntos. Apenas juntos.
Acho que seguirei indo na mesma padaria em que tomamos café por longos anos. 
Sei lá se seguirei mantendo contato com a família que considerei minha toda essa vida juntos. 
Cedo demais para a agenda de amanhã.. penso eu. 
Agora é tratar de colocar band aid nos pequenos e invisíveis cortes que ficaram aqui na alma. 
Vou certamente querer pintar meu cabelo. 
Mudar um pouco o estilo.
Quem sabe sair e beber. 
Não hoje...
Nem amanhã...
Ainda é cedo para organizar a agenda do meu EU separado de ti. 

26 de fev de 2012

A Verdade Sobre Mim

Nunca estive tão infeliz.
Estas infelicidades que tomam a vida da gente. Sabemos a razão. Sabemos onde e quando começou. E como num labirinto de dor e angustia você não encontra a saída. Não sei se todas as minhas lágrimas escondidas podem afastar-me do caminho de volta ou avançar na direção certa. Sei somente que choro e ninguém vê. Se vissem o que diriam? Nada. 


Ninguém nunca tem nada novo para dizer ao ver alguem em pleno sofrimento. Palavras soltas apenas do tipo: Chora que faz bem!!! O fato é que dói. Dói mesmo. Maldito o dia em que deixei de viver minha vida para viver por outras pessoas. Agora não sei o caminho da saída. Não tô nem ae se vocês me condenam... sentem pena... ou riem!!! 


Não vou mais guardar uma tristeza só pq ser feliz é uma obrigação coletiva. Quem tem coragem como eu deveria fazer o mesmo. Cansei de rezar para os santos errados. Cansei de pedir e agradecer pelo que sempre foi meu de direito. 


To querendo agora só descansar dessa dor.

23 de jan de 2012

Camisa de Mangas Curtas

Nós mulheres somos seres nascidos e criados para o "amor" [cof! cof! cof!]...
Pois bem! Ta lá escrito no livro da vida que o dito precisa vir embalado pra presente!
E não serve qualquer embalagem não amigas leitoras!!!
O amor, esse fofinho sentimental, nos dias atuais requer muito mais do que cartinhas perfumadas.
Foi-se o tempo que algumas flores colhidas às pressas no jardim da vizinhança faziam o coraçãozinho da moçoila bater um tantinho mais forte.
O caso é que HOJE não basta ser amor... tem que "faturar"!!!
E no verdadeiro sentido capitalista da palavra.
É quase uma profissão ser/estar amando nos dias de hoje.
Há um check list premiado entre as mais afoitas.
Tem carro? [  ] Sim  [  ] Não
Tem casa própria?  [  ] Sim  [  ] Não
Fala inglês?  [  ] Sim  [  ] Não
Formado? MBA?
Perfume? [  ] Nacional   [  ] ou Importado [requisito que vale para carro]?
Usa camisas de mangas [  ] compridas [  ] ou curtas? < --- faz muitaaaaa diferença!
Sapatos? [  ] Intactos? [  ] Desbeiçados? [  ] Marca boa?  [requisito que vale para o jeans também]
E estes são itens básicos de série avaliados no modelo "popular" de macho capaz de ser contemplado com o amor... aquele fofinho que comentei lá no inicio que nascemos para ofertar!!!
Todos estes requisitos não representam dependência muito menos interesse.
[calma gurias... homens machistas e preconceituosos também me lêem].

O amor bonitinho precisa se equiparar há todas as suas conquistas e desejos.

Todas as "delicadas análises" nos preservam do infortúnio de amar sem qualificar e valorizar nosso amor!

Amar um Zé Ninguém.. Um encosto.. Um homem que vive de prometer e sonhar [tão lindo não? só em contos de fadas... esqueça!!!]

Mas às vezes não tem jeito.

O cara atende 90% do check list [que pode conter inúmeros outros itens a sua escolha!] e segue vestindo camisa de mangas curtas feito vendedor de Barsa...

Ae a gente perdoa se ele compensar ... hihihihihihihi
16 de jan de 2012

Meu sonho era ter uma Bicicleta Rosa

Meu sonho era ter uma Bicicleta Rosa... dessas com cestinho!
Tive outros sonhos também.
Sonhei com cabelos lisinhos.
Uma vida eterna.
Hoje só quero meus 25 anos de volta .. e meu metabolismo dos 30! 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com