31 de jan de 2011

Eu não Quero Voltar Sozinho...



A vida é linda mesmo...
29 de jan de 2011

Juntos...



Sério.. às vezes é EXATAMENTE assim que me sinto!
28 de jan de 2011

Papo de Calcinha


Hoje no twitter falaram do Programa Papo Calcinha que passa no Multishow...

É um programa que fala sobre sexo com sexo... Pilotado por três gurias...
Não vi nada demais nas vezes em que assisti... Algumas histórias picantes e outras desorientadas são recheio do papo das gurias... Quase um papo de recreio de escola de ensino médio!
O que me levou a escrever foi o fato deste programa ser citado na TL [timeline] do Twitter como sendo o "supra-sumo" da pornografia...
Disse a "arroba": "uma tentando ser mais vadia (e liberadíssima) que a outra."
Sinceramente não entendi!
Quem fez este comentário foi um homem.
Ora... Não deveriam os homens "aprovar" que nós gurias falássemos sobre e fizéssemos sexo sem pudores?
Não há como voltar no tempo!
Somos alma e corpo livres.
Podemos sim brincar sozinhas ou acompanhadas.
Não há mais regras.
FIM? Não... COMEÇO!!!
Agora estamos decididamente à frente daquilo que nossas avós sempre sonharam.
E não falo de liberdade sexual.
Falo de liberdade de escolha.
Podemos decidir quando, como, com quem e quando queremos transar [sempre com segurança e se o dia for bom... com amor!]
Mas ainda assim preciso discordar das gurias que confundiram tudo...
E pensam que arrasam quarteirão trepando a luz do dia ou na balada da noite com o alfabeto inteiro!
Não há mais limites para nossa liberdade, isso é fato.
Mas há algo que todas devemos preservar: a nossa história de vida...
Por isso não custa lembrar... Prazer ainda é o melhor caminho para ser feliz... Desde que não seja fruto de uma mente desvairada e burra...

Gurias... Vibrem...

hahahahah
25 de jan de 2011

O Valor do que Não tem Preço

Nunca comentei por aqui... apesar de parecer subentendido nas postagens sobre o silêncio.

Minha neta, Antônia, Toninha como eu chamo, tem deficiência auditiva severa.
Descobrimos logo que nasceu...
Passamos por todas as fases: tristeza, negação, revolta, medo e angústia e finalmente a aceitação e a luta, que é a fase atual.
Toninha, graças a nossa força é acompanhada por grandes especialistas na área de fonoaudiologia, otorrinologia, etc.
Há cerca de seis meses usa AASI - Aparelho Auditivo.
Ela e todos nós passamos então por um processo de adaptação.
Toninha é uma batalhadora.
Passou por todas as etapas desta adaptação com louvor: confecção de molde, várias provas, definição do aparelho mais apropriado, inúmeras sessões de audiometria, consultas sem fim...
Passou a ouvir pouco. Mas ouvir. Seus sons emitidos são dia a dia comemorados.
Ainda este ano deve passar por um procedimento inovador e que vem renovando esperanças para aqueles que, como nós, enfrentam esta deficiência.
Chama-se Implante Coclear. Já temos a data prevista da cirurgia e estamos todos ansiosos.
Eu, minha filha e toda nossa família.
Antônia será "oralizada" e não precisará utilizar LIBRAS.
Essa cirurgia é uma esperança de que nossa guerreira possa ouvir de forma clara os sons da vida.
É um procedimento disponibilizado pelo SUS aos portadores de surdez profunda ou total, adquirida, cujos problemas não sejam passíveis de resolução com aparelhos auditivos comuns, ou sem alternativa de tratamento clínico ou cirúrgico.
O Implante será feito no ouvido com comprometimento total e ela continuara utilizando AASI no outro.
Estou fazendo uma lista dos sons que Toninha será apresentada...
A chuva...
O "au au" do cachorrinho da vizinha...
A voz da vovó, do vovô...
A risada da mamãe...
O Patinho Quaquaquacá... que ela ganhou ainda bebê e nunca ouviu cantar...
A voz do Mister Maker [que ela AMA e fica hipnotizada quando assisti!]

Até lá apenas aguardamos...
O dia tão esperado...

Eis a Antônia...




18 de jan de 2011

Reticências ...


Nunca começo um texto pelo título!

Diferente deste.

Reticências ...

Muitos dos meus textos têm reticências ... [observem!].

Meu terapeuta sabiamente disse que sem querer "dou espaço" para que algo "mude" na minha história escrita!

Uma referência inconsciente que faço a vida.

Parágrafo a parágrafo.

Não consigo encontrar o exato ponto onde calcei botinas de cimento na vida.

Nem onde uni os punhos para que essas amarras ficassem perfeitamente entrelaçadas em um tope quase imperceptível.

Fato é que estou estagnada nesta história de vida.

É um acordar eterno para a mesma manhã ensolarada.

Como em Feitiço do Tempo! Dia da Marmota!

E não me queixo.

Fui tão feliz. Sou tão feliz.

E, convenhamos, felicidade é um belo argumento para se ficar onde se esta!

Mas não abrirei mão das reticências ...
15 de jan de 2011

Perdão de Deus

Que Deus me perdoe por amar demais
Por tolerar demais
Por perdoar demais
Por escutar demais
Por sorrir demais

Que Deus me perdoe por ser feliz demais
Por me doar demais
Por respeitar demais
Por compreender demais
Por aceitar demais

Que Deus me perdoe por ceder demais
Por ser humilde demais
Por ser "eu" demais
Por viver demais
E por estar em paz

Que Deus me perdoe ...
12 de jan de 2011

Minhas Saudades...

Vivo quase sempre com saudades...

Nem saberia viver sem!

Tenho saudades do que vivi...

Do que não vivi...

Tenho saudades do que ainda vou viver!

Saudades da escola que estudei... Das escadarias... Do cheiro da merenda...

Saudades dos amigos da infância... Do campo de futebol sem grama e com terra queimada pela fogueira de São João...

Saudades do dia em que conheci minha filha. Do seu rostinho assustado... Das flores...

Saudades do meu pai que se foi...

Do meu namoradinho da adolescência...

Das amigas e nossas gargalhadas...

Do amor da minha vida...

Dos amores da minha vida...

Saudade!

Sonho com saudades...

Há saudades da viagem que farei...

Dos lugares que conhecerei...

Dos sorrisos!

Dos planos...

Saudades do que serei um dia.

Dos anos que ainda estão por vir...



Não sofro por elas, nem poderia...

São alegrias, não tristezas "as minhas saudades"...

Apenas vivo com elas...



Eu definitivamente sou "eu mais minhas saudades..."




6 de jan de 2011

Não imagine respostas para este texto...


Deixa-me entender e te entender!

Não me aprisione na incógnita do dia a dia!

Do sorriso solto!

Da alma leve!

Mostra-me onde se esconde a verdade.

A TUA verdade!

Que eu caminho e deslizo até ela e por ela...

Responda: Eu acaricio e me delicio com ela?

Ou não?

Ou ELA NUNCA ESTEVE COMIGO?

E eu que quero paz!

Quero tão pouco...

Quase nada perto do que realmente podes me dar.

Me dar.

Eu não entendo!

Me deixa tentar.

Enxergar o que nunca ninguém enxergou...

Andar por onde ninguém nunca explorou...

E eu que quero paz...

Eu sou egoísta!

Você sequer pode perceber...

Apenas sucumbe e não me mostra a verdade!

Uma arma após a outra...

Como em uma guerra...

E ao cair... Morta diante do inimigo...

Ainda sim desejarei a verdade!

A tua verdade.

Você quase me provou quem é desta vez...

Antes que você possa se esconder de mim...



Não imagine respostas para este texto...

5 de jan de 2011

Leve...

Como bailarina pisando em flores...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com