28 de jun de 2011

Só isso...


Quase não dormi a noite passada...
Tinha uma angustia inexplicável...
Os pensamentos eram os mesmos já conhecidos na minha inseparável insônia.
Apenas algo novo.
Um aperto e um medo.
Dormi.
Duas ou três horas... no máximo.
Às 5 da matina estava tão desperta que quase podia dançar frevo não fosse o frio de 4ºC.
Fiquei na cama... quietinha!
Às 7:00 a resposta do "meu aperto" : "Liz, uma emergência com minha mãe..."
Era a mensagem no celular que sentenciava meu dia à um abismo...
Não lembro o que pensei..
Só lembro de num salto correr para o chuveiro e,no frio congelante, deixar a água fervendo correr pelo corpo.
Lá chorei um pouco...
Rezei.
Respondi a mensagem: "Que hospital? Posso fazer algo?"
O que dizer para alguém numa situação como esta?
Depois tentei seguir a vida...
Não consegui..
Fui numa igreja...
Lá, por mais gelado que o dia estivesse, encontraria calor!
Ledo engano.
Lembro de caminhar pelas ruas com o vento gelado no rosto e de novo chorar...
Um misto de impotência e medo..
Vocês não vão entender este meu mimimi..
Nem precisam...
Só queria que soubessem que eu sou de carne e osso..
Sou humana..
Que amo...
Que choro..
Que rio..
Que sou feliz e triste..
Que sonho...
Não sou assim tão forte quanto a leoa do meu texto anterior...


Só isso..


26 de jun de 2011

Sou uma Leoa



Sou uma leoa.
Sei bem o meu papel aqui na selva...
Nada de ficar pegando Sol...
Catando ervinhas aqui e ali...
Lambendo o pêlo...

Posso matar para comer.
Alimento o Rei!!!
Não dependo dele.

Cuido da prole.

Mato predadores.

E sou linda.
Magra.
Ágil.
Atenta.

Ao sinal de perigo.. Nhac!

Reflitam...
Quem manda mesmo nesta savana?
19 de jun de 2011

Tudo simples no complexo


Quando será que cansamos de viver?
Não tenho pressa de morrer..
Amo minha vida.
Minha familia.
Meus amigos.
Amo meu trabalho.
O que conquistei.
Mas canso às vezes de lutar.
Acordar e seguir às vezes é qse um martírio.
Não reclamo do que vivo.
Apenas canso.
Queria poder fazer diferente.
Ser diferente. Amar diferente.
Rir diferente. Chorar diferente.
Uma outra vida entende?
Com todas as coisas boas e todas as coisas nao tão boas da minha vida...
 mas vivida em outra vida!
Sei que é confuso.
Parece surreal.
Mas nao é para mim.
Tudo tao claro.
Queria acordar e POF! lá "eu outra pessoa".
Tudo igual no diferente.
Tudo na ordem da desordem.
Tudo simples no complexo.
16 de jun de 2011

Eu é que agradeço a oportunidade de ajudar!


Ninguém pode imaginar na íntegra a vida do outro.
Não há menor possibilidade disto ocorrer neste mundo que vivemos.
Hoje [ontem.. já passou da meia noite] foi um dia complicado.
Desses que a vida se encarrega de rechear de coisinhas chatas...
Resolvi seguir a  risca o "Manual da Mulher Independente" e ir trocar discos e pastilhas de freio [se vc, assim como eu, nao sabe o que é... GOOGLE salva!]
Tudo ia bem até começarem os problemas.. sempre assim..
O que era para ser a assinatura da carteirinha de sócia do Clube das Mulheres Independentes se tornou num martírio que nem uma boa massagem resolveria.
Moça, tem que trocar pneu...
Moça, tem que trocar amortecedor...
Moça, tem um vazamento aqui... e isso é grave!
Moça a conta é R$1300,00.
Nesta altura a "moça morta".. gritava por socorro.
De tudo o que o "moço" me dizia eu só processei o "tem um vazamento aqui... e isso é grave".
Foi assim que descobri que havia um vazamento na minha vida... e que isto era realmente grave.
Sai de lá me sentindo meio inutil.
Ofuscada pelo  brilho "opaco" do macacão do mecânico.
Ele colocou um punhal no meu peito...
Suas palavras [agora "mantra"] já faziam parte daquilo que chamo de cérebro...

"Tem um vazamento aqui... e isso é grave"...

Minha vida realmente foi se "esvaindo" ao longo destes anos [nao direi qtos nem que me escalpelem!]...
Um vazamento que não consigo estancar...
De coisas que sonho..
Planejo..
Desejo..
Organizo..

Neste mesmo dia recheado de coisinhas chatas recebi uma ligação...
Uma pessoa que não conheço pessoalmente e que gentilmente, por amor e fé, se disponibilizou a "torcer" por mim e minhas gurias...
E isso, sinceramente, não quero deixar escapar.
Não posso deixar "vazar" o que a vida vem gentilmente me proporcionando ...
Momentos mágicos como este em que esta pessoa, chamada Helena, do outro lado da linha me puxa de volta daquele abismo que volta e meia insisto em me enfiar.

Disse ela: Eu é que agradeço a oportunidade de ajudar!

E foi assim... que substitui o mantra do mecânico "tem um vazamento aqui... e isso é grave" pela mágica oração da Helena "Eu é que agradeço a oportunidade de ajudar!".

Lamento Helena.. não sou assim tão pura e doce quanto você é ...e imagino pela atitude de doação e amor... mas saiba que luto diariamente para não deixar que mais vazamentoss acabem de vez com o que realmente sou de melhor...

Eu te agradeço sim em nome da Toni.

Liz.
12 de jun de 2011

Nunca...

Dia dos Namorados..


Ele nao existe..
Não esta perto..
Não pode estar..
Ele nao te reconhece.. E se reconhece não pode gritar..
Nao lembra de vc..E se lembra não  poderia.
Ele não é seu namorado! Ou deveria?

Uma mulher deveria ser romântica?
Uma mulher deveria chorar uma desilusão amorosa?
Deveria reclamar e gritar ao mundo que esta solteira, sozinha, abandonada, largada? 
E ele?
Quem seria?
Um cavalheiro?
Lindo?
Loiro?
Moreno?
Rico?
Com potencial?
Forte?
Sensual?
Corajoso?
Bom moço?
É homem?

Ok. Apelei.

Não estou aqui desdenhando quem ame datas cheias de coraçõeszinhos machucados, melados, repaginados.
Pq faria não é mesmo? Nem poderia.
Só acho engraçado que o universo gire em torno da felicidade.. e esta em torno do amor da vida toda... e este simplesmente não seja assim.. tão fácil de conseguir!

Enfim...
Dia dos Namorados.
Que depois se tornam marido e mulher.
Ou Ex e Ex...

Estou amarga?

Quem sabe é pq não ganhei doces neste dia...
7 de jun de 2011

Brincadeirinha...

Não estou brincando quando eu grito.
Quando eu choro.
Quando eu ironizo.
Nem quando ignoro.
Não estou brincando quando digo a verdade.
Quando omito a verdade.
Quando imploro a verdade.
Quando não sei a verdade.
Também não estou brincando quando sorrio.
Quando digo que estou feliz.
Triste.
Brava.
Rancorosa.
Dramática.
Nervosa.
Não estou brincando quando quero morrer.
Matar.
Viver.
Sumir.
Não estou brincando quando odeio.
Amo.
Não estou brincando de brincar ...
Nem de imaginar...
Nem faz de conta...
Acredite.

Não estou brincando!


5 de jun de 2011

nao sei ser feliz

deve ser uma praga de alguma bruxa má.
nao sei ser feliz.
só aprendi nesta vida a me conformar...
não sei viver plena e feliz!
desconfio muito quando a dita felicidade aparece num cavalo alado branco me acenando...
oi? é comigo?
a menos que ela me atropele e me deixe com hematomas ainda assim desconfio...
danadinha essa tal felicidade..
se disfarça de jujuba roxa...
de um abraço apertado de um amigo querido...
de quadradinhos lindos e perfumados de chocolate meio amargo..
e tbem em beijos...
em contratos lucrativos..
em sorrisos de criança..
felicidade.. esta camaleoa infame!
como nao ama-la?
como sabe-la?
eu sinceramente não sei ser feliz..
onde estao todos estes sinais?
e o cavalinho alado branquinho cheio de vida?

cadê?
1 de jun de 2011

TITANIC



"o que era para ser um sonho
se transformou num episódio
clássico de navios que inauguram e
POF! encontram um iceberg... "

...  faz sentido ...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com