27 de mar de 2011

Um dia fomos namorados...

Algumas decisões estão sendo  tomadas.
Nada além do que fora planejado...
Ainda fico triste por saber que não posso mudar o que esta definido...
Nem posso chorar nem lamentar...
É algo entre saber o que esta certo e o que não dá mais!
Não posso culpar ninguém.
Muito menos odiar.
A vida tem seus próprios caminhos.
Nem sempre caminhos de felicidade!
Preciso dormir para acordar deste pesadelo!
Erguer a cabeça e mirar uma nova vida!
Alguém precisa me entender.
Respeitar.
Ainda há pulmões que precisam respirar!
Sairei machucada.
DOLORIDA.
Mas viva.
Peço perdão ... não pq errei ou deixei de lutar...
Ainda preciso respirar e ser feliz...
Um dia fomos namorados.
Não somos mais!
Preciso seguir...
23 de mar de 2011

O Sortudo



Você dorme EXATAS oito horas / noite!
Reza e agradece?
Não Reza!


Você acorda de manhã sem olheiras.. mãos e pés desinchados...sorriso tranquilo no rosto.
Reza e agradece?
Não Reza!

Você corre pela estrada para chegar no horário em seu trabalho ouvindo a sua música preferida.
Reza e agradece?
Não Reza!

Você consegue aquela bela vaga no estacionamento. Na sombra.
Reza e agradece?
Não Reza!

Você chega bem antes da chuvarada pegar todos os mortais desprevenidos. Sequinho.
Reza e agradece?
Não Reza!

Você tem casa, família, esposa/marido perfeitinha/o e "fiel". Filhos quase de propaganda de margarina de tão sorridentes e comportados.
Reza e agradece?
Não Reza!

Seu cabelo é bom... sua genética é boa... dentes no lugar ... TODOS... enfim... você é uma pessoa "linda" por fora!
Reza e agradece?
Não Reza!

Seus amigos são amigos. Dão até abraço coletivo de tão parceiros que são.
Reza e agradece?
Não Reza!

Seu trabalho é reconhecido... técnica e financeiramente falando.
Reza e agradece?
Não Reza!

Sua saúde é de ferro. Nos últimos exames você ganhou nota 10 [merecia até uma estrelinha!].
Reza e agradece?
Não Reza!

Não tem cólicas.. nem sabe o que significa a sigla TPM!
Reza e agradece?
Não Reza!

Sinceramente?
Sorte sempre para você...

Te invejo!

Você pode gostar
Livro da Felicidade
18 de mar de 2011

O melhor caminho ainda é aquele que "conhecemos" de olhos fechados!

Moro no mesmo lugar há muitos anos!
Convivo com as mesmas pessoas quase que toda a minha vida.
Se você é uma delas... fique feliz!
Determino o nível de confiança e amor pela história em comum.
Acredito naquele que comigo permanece...conhece e, principalmente, crê.
Circulo pelos mesmos lugares desde que nasci.
Criei o hábito de trilhar caminhos onde meus pés pisam firme... sem cambalear.
Costumo olhar sempre para o "mesmo" horizonte!
Um código pessoal entre minha alma e a minha vida!
Não tenho "vários" sorrisos... sorrio sempre do mesmo modo para as mesmas alegrias!
Creio única e exclusivamente na minha capacidade de enfrentar!
Luto sempre e sempre peço paz por aqueles que eu amo!

Não .. não estou numa redoma!

A verdade é que o melhor caminho ainda é aquele que "conhecemos" de olhos fechados!
14 de mar de 2011

FUCK YOU

ATENÇÃO!

Eu escrevo para você que brinca com a alma humana!
Que desdenha amores... amizades...
Eu escrevo para você que ri e faz piada quando o amor está ali... a sua disposição!
Você não só é "triste"... como também é um ser sozinho!
Solidão é alimento da tristeza.
Solidão não é desculpa para genialidade...
Não aumente o tom para esbravejar o quão ocupada anda a vida para as coisas da alma!
Talvez um dia essa mesma voz alterada pode precisar "gritar" para chamar atenção do amor...
e mesmo assim ele não ouvirá!
Não se preocupe com as explicações...
Elas são desnecessárias para os amigos!
Ignoradas pelos inimigos!
Só quem ama de verdade a vida e a alma de alguém pode explicar angústias e medos!
Que a vida te abocanhe. Um ano! Dois. Dez!
Até a chegada da morte!
Contará aos netos uma curta e breve história de muitas "tentativas",
poucas "conquistas", nenhuma "razão" e, claro, não esqueça,
conte o tamanho de sua amargura.
Então siga o jogo!
Siga a pequena fantasia de ser feliz!
Não canse nem desista.
Ser vítima toma tempo!

13 de mar de 2011

Livro da Felicidade

Até quando uma pessoa suporta a angústia?

Um dia? Dois? Alguns meses? Talvez anos?

Até quando uma pessoa pode suportar a incerteza?

Aquela eterna sensação de que em segundos o mundo pode ruir?

No relógio do tempo quanto tempo temos entre o agora e o "não é mais"?

O que fazer quando viver é uma constante incógnita sobre todas as coisas?

Quando se desconfia da alma?

E em que momento desistir ou decidir seguir?

Qual o exato segundo do ridículo?

E da coragem?

Quando esquecer não é mais uma questão da distancia entre a causa e o efeito?

E quem disse que chorar leva a dor embora?

Onde encontrar o capítulo "Motivos" no Livro da Felicidade?

E que tempo é esse que não acaba nunca sem sequer ter começado o novo dia?

Qual a dificuldade em dizer a verdade?

Verdade? Que mentiras/enganos foram ditos para que ela seja tão importante?

Que imagem eu reflito nos teus olhos assustados?

E que perguntas ainda faltam para nossa história de vida?
6 de mar de 2011

Conheço uma guriazinha...


Conheço uma guriazinha que fica assim...
Olhando para o nada...
Olhando para o tudo...
Conheço uma guriazinha que fica assim...
Em um silêncio absoluto.
Calma.
Em paz.
Conheço uma guriazinha que tudo vê!
Tudo aprende.
Tudo encanta.
Tudo ama!
Conheço uma guriazinha que sorri!
E que chora.
Lamenta.
Acalenta.
Conheço uma guriazinha que sabe ninar!
Que sabe servir chá...
E além de cozinhar...
Sabe tudo sobre brincar.
Conheço uma guriazinha que me fez amar!
Me fez pular e também rolar...
E com ela eu reaprendi o que é viver!

Conheço uma guriazinha
E sou mais feliz por ela existir...

5 de mar de 2011

Carta para Meu Anjo da Guarda

Ao meu anjo da guarda:

Olá,

Sei que não ando lhe ouvindo...
Muito menos percebendo sinais...
Sei que sua tarefa parecia fácil...
Afinal tudo estava tão no lugar...
Tão organizado!
Eu era tão obediente!
Enfim...
Tudo mudou!
Você precisa entender que não há mais espaços para concordâncias imediatas.
É preciso questionar.
Não se trata de indisciplina... Não. De forma alguma!
Trata-se de evolução!
Anjo... Perdoa-me...
Não se leve tão a sério!
Serei o melhor que puder.
Peço apenas que zele por mim!
Não costumo ultrapassar limites de velocidade!
Nem me deixar levar por aventuras.
Sou tão mãe quanto uma mãe pode ser.
Sou tão avó quanto muitas avós podem ser.
Sou tão mulher/esposa quanto possível.
Sou filha e sempre serei.
Nem tão amiga quanto deveria... Mas entenda não creio em amizades neste mundo confuso e tenso!
Nunca deixei de rezar... Nenhum só dia!
Meus pecados são humanos.
E perdoar ainda esta na minha lista!
Eu sei...
Eu sei...
Que rebeldia é essa?  Você deve se perguntar...
Meu anjo lamento informar...
A cada dia que passa [e por decisão do seu Mestre, nosso Deus!] tenho menos tempo para viver...
Não há como deixar "esta" vida passar sem vivê-la.
Apenas me proteja.

Hoje, amanhã e Sempre!

Amém!

4 de mar de 2011

Neruda


Dois amantes felizes não têm fim nem morte,

nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,

são eternos como é a natureza.



Pablo Neruda



Dormir


... e se fechar os olhos significasse congelar a vida... o tempo...

e ao abri-los nosso universo interior estivesse tão intacto
 a ponto de não notarmos diferença entre o que era, o que é e o que será...

que graça teria dormir se fosse assim?

tão parecido com a morte?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com