18 de jan de 2011

Reticências ...


Nunca começo um texto pelo título!

Diferente deste.

Reticências ...

Muitos dos meus textos têm reticências ... [observem!].

Meu terapeuta sabiamente disse que sem querer "dou espaço" para que algo "mude" na minha história escrita!

Uma referência inconsciente que faço a vida.

Parágrafo a parágrafo.

Não consigo encontrar o exato ponto onde calcei botinas de cimento na vida.

Nem onde uni os punhos para que essas amarras ficassem perfeitamente entrelaçadas em um tope quase imperceptível.

Fato é que estou estagnada nesta história de vida.

É um acordar eterno para a mesma manhã ensolarada.

Como em Feitiço do Tempo! Dia da Marmota!

E não me queixo.

Fui tão feliz. Sou tão feliz.

E, convenhamos, felicidade é um belo argumento para se ficar onde se esta!

Mas não abrirei mão das reticências ...

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela curiosidade...
minhas palavras são sinceras.
Reflexo do que vivo, ouço, vejo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com