13 de set de 2009

Mulher!

Ela não sabia, mas estava prestes a se decidir.

Havia estado, o dia todo, nervosa, ansiosa.

Já eram 6 da tarde e a pouca serenidade que ainda lhe restava escapava de suas mãos.

Passaram-se 30 anos. Uma vida.

Já não era mais a mesma pessoa. Além das rugas e do visível e insistente cansaço, estava mais descrente. Mais inconformada.

Mas agora não era tempo de rever nada, nem poderia.

Tinha que desligar o computador.

Passar um baton.

Pegar o elevador e encarar o passado.


0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela curiosidade...
minhas palavras são sinceras.
Reflexo do que vivo, ouço, vejo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com