16 de set de 2009

Novela...


A imagem esta meio turva, mas a cena é tradicional: o mocinho beija a mocinha depois de uma briga de arrancar os cabelos, pelo visto. Carícias ao ar livre... música suave eu ouço... combinam entre si. É sempre assim: sempre combinam.


A imagem continua turva e agora a cena é outra: carros passando e se amontoando em uma avenida pouco pavimentada. Ambulantes preparam o dia. Pedestres correm em direção a qualquer lugar. Escolas já apinhadas de crianças enlouquecidas. É cedo.


Desisti de tentar "consertar" a imagem. O que de fato me interessa são as cenas desta "novela". O quadro agora retrata moradores de rua, acordando.
Juntando "tralhas" de uma vida inteira. Sustentando nas costas toda uma história. Sujos. Famintos. Triste.


A cena muda. A história também. Resolvo, definitivamente, não limpar mais o vidro do carro, naquela manhã. A chuva não dá trégua. Turvo está, turvo ficará.


Minha novela particular de "carne e osso" me emocionou e ao volante não tenho como ignorar.


Não dá para mudar o "canal" da vida real.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela curiosidade...
minhas palavras são sinceras.
Reflexo do que vivo, ouço, vejo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com