5 de abr de 2010

Amigos de Verdade...


Procurei a pouco uma carta das muitas que escrevi para minha neta logo que ela nasceu. Imaginei ser o momento certo de divulgá-la. Não é. Porém me sinto tentada a escrever sobre ela, sobre suas conquistas, sobre suas façanhas, sobre suas descobertas. Antônia tem um ano e nove meses. Mas a sensação diária é de que eu e ela nascemos juntas. Há muitos anos atrás. Ou ainda agorinha. Tamanha é nossa ligação.


Ela agora resolveu nos presentear com o hábito da "leitura". É verdade que ainda não conhece as letras, mas "manuseia" livros, jornais, revistas com autoridade e desenvoltura dos grandes sábios. Se por acaso estiver de cabeça para baixo seja texto ou ilustração, ela trata logo de corrigir. E fica ali... Minutos... O que no tempo dos bebês significam horas. Às vezes nos chama com a mãozinha e mostra algo que tenha lhe agradado. Um desenho, um rosto ou... Uma frase!

Dia desses ela "lia" um livro desses com fotos de animais chamado Amigos de Verdade... Eis que estava eu observando aquela cena com tamanho encanto que quase chorei... Ia chorar quando ela me chamou e mostrou um cachorro e um gato, juntinhos, deitados um sobre o outro e embaixo a frase "O ideal é ter amigos de quem nos tornamos mais próximos à medida que ficamos mais velhos".

Óbvio que ela não sabia o que estava escrito. Nem precisava. Antônia e eu sabemos por motivos alheios ao conhecimento terreno o que uma deve dizer ou mostrar à outra. Eu então olhei. Sorri, e dei-lhe mais um dos milhares de beijinhos que dou por dia! Ela riu. Mostrou a língua. Balbuciou um "bobó" e seguiu sua leitura.

Ninguém explica certas coisas prá gente nesta vida. Ninguém nos mostra caminhos.

Mas inexplicavelmente tudo sempre acontece. Tudo sempre se renova.

Antônia, minha neta, é tão especial e tão terna que às vezes custo a acreditar que ela tenha nos escolhido.

Ela é um destes seres que mudam o mundo.

Antônia ainda tem muitas conquistas pela frente.

Mas de certo mesmo é o que ela já conquistou: A VIDA e a mim!

Nós aqui de casa apenas a assistimos todos boquiabertos.

E eu que sou a mais fervorosa fã desta guerreira depois da mãe, minha filha, lhes digo: ela é sem dúvida a minha amiga mais próxima na qual eu quero envelhecer ao lado como a frase que ela sugestivamente me mostrou.

3 comentários:

Lak disse...

Lindo demais esse texto. Sua neta é linda e tem uma avó maravilhosa.
Talvez, ela não saiba ler com os olhinhos ainda, mas sabe ler com o coração, coisa que muita gente grande esquece como se faz.
Adoro essa fantasia de abelinha dela. Pelo que você conta, é bem o que ela é: alguém que sabe tirar o melhor das flores e fazer um mundo de doçuras.
Queridas de verdade, isso que vocês são.
Torcendo muito por vocês, sempre.
Beijos

Sônia disse...

Muito lindo... Antônia é mesmo uma bênção, e além do mais, MEGA fofa! Sinta-se abençoada, presenteada todos os dias!

Sônia

max jr. disse...

nao conheço nenhuma das duas ao vivo. nem vó nem neta, mas adoro as duas de monte só lendo e conversando virtualmente. gostei do texto lizzy.
bjk

Postar um comentário

Obrigada pela curiosidade...
minhas palavras são sinceras.
Reflexo do que vivo, ouço, vejo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Blog Template by YummyLolly.com